Fisioterapia Respiratória

Fisioterapia respiratória

on julho 11 | in Especialidades, Fisioterapia, Recentes, Sua Saúde | Por | with No Comments

Quando o ato de respirar passa a exigir esforço é hora de procurar o médico para diagnóstico o mais preciso possível. Dependo da situação a Fisioterapia Respiratória é de fundamental importância para reabilitação do paciente. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), os problemas respiratórios são a quarta maior causa de óbito por doenças no Brasil.

A Fisioterapia Respiratória pode definir-se como a intervenção no âmbito da Fisioterapia, que utiliza meios, estratégias e técnicas de avaliação e tratamento, não invasivas, que têm como objetivo a otimização do transporte de oxigênio, contribuindo assim para prevenir, reverter ou minimizar disfunções respiratórias, promovendo uma melhor funcionalidade e qualidade de vida dos pacientes. O Fisioterapeuta utiliza técnicas manuais associadas ou não a instrumentos e a exercícios, o posicionamento no leito, e as orientações também são fundamentais. E a reavaliação constante dos resultados da intervenção ao nível da estrutura e função e primordial para a eficácia do tratamento.

 

A Fisioterapia Respiratória tem papel fundamental na prevenção, recuperação e reabilitação dos pacientes que são acometidos pela asma, bronquite, sinusite, pneumonias, enfisemas dentre outras. Por meio de exercícios e técnicas a fisioterapia respiratória pode acelerar o processo de recuperação do paciente com doença pulmonar, assim como melhorar a qualidade de vida e amenizar as complicações relacionadas. “Usamos as técnicas para o tratamento de pacientes com distúrbios pulmonares agudos ou crônicos em qualquer faixa etária. O objetivo é manter a função respiratória máxima, impedindo a progressão da doença e beneficiando o tratamento, para que o paciente possa ter uma rotina mais saudável, com qualidade de vida e sem grandes transtornos” explica o fisioterapeuta.
A fisioterapia visa orientar o paciente sobre a maneira mais correta de respirar explorando a musculatura e a posição mais correta para isso. Com o uso regular e bem orientado dessas medidas, é possível se obter bons resultados, com melhora dos sintomas e espaçamento do intervalo das crises, proporcionando uma grande recuperação no estado geral do paciente.

Principais indicações

• DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica);
• Fibrose cística;
• Enfisema Pulmonar;
• Pneumonias;
• Asma;
• Bronquiolites;
• Remoção de secreções
• Doenças Intersticiais Respiratórias
• Pré e Pós-operatórios de cirurgias torácicas e abdominais
• Seqüelas de outras doenças respiratórias tanto de caráter restritivas como obstrutivas.

Objetivos da Fisioterapia Respiratória

• Conscientizar o paciente sobre sua doença, prevenção, e tratamento;
• Prevenir o acúmulo de secreções e promover a desobstrução das vias respiratórias;
• Melhorar a resistência à fadiga e a tolerância aos exercícios;
• Orientar sobre inalação, lavagens nasais, uso de bombinhas e exercícios para serem
realizados em casa;
• Realizar exercícios coordenados com a respiração, proporcionando alongamento
e fortalecimento muscular;
• Promover a correção das alterações estruturais e defeitos posturais;
• Orientações sobre posturas adequadas e de relaxamento para serem adotadas nos
momentos das crises.
• Promover Suporte Ventilatório adequado, bem como sua retirada, em pacientes
internados nas Unidades de Terapia Intensiva.

 

Relacionados posts

Comments are closed.

« »